O FTP permite estabelecer uma conexão com um serviço que suporte o protocolo FTP (File Transfer Protocol) e executar os comandos de upload, delete, download, list ou move.

Dê uma olhada nos parâmetros de configuração do componente:

  • Account: para o componente fazer a autenticação a um serviço FTP é necessário usar uma account do tipo BASIC.

  • FTP Server Operating System: tipo de sistema operacional que o FTP roda.

  • Host: nome do host ou endereço IP para realizar a conexão. Este parâmetro aceita Double Braces.

  • Port: número da porta - geralmente 21 para FTP e 990 para FTPS. Este parâmetro aceita Double Braces.

  • Operation: operação a ser executada, que pode ser upload, download, listagem, delete ou move.

  • File Name: nome do arquivo ou caminho completo (full file path) para o arquivo. Este parâmetro aceita Double Braces.

  • Remote File Name: nome do arquivo remoto ou caminho relativo (ex.: tmp/file.txt) para o arquivo remoto. Este parâmetro aceita Double Braces.

  • Remote Directory: campo obrigatório. Diretório remoto base, que pode ser relativo (ex.: pub/tmp) ou absoluto (ex.: /root/pub). Este parâmetro aceita Double Braces.

  • Binary File: se "true", a transferência de arquivos será feita no modo binário (TYPE I ou Image); caso "false" o modo texto simples (TYPE A ou ASCII) será utilizado.

  • Connection Timeout: tempo de expiração da conexão com o servidor (em milissegundos).

  • Data Timeout: tempo de expiração para transferência de cada arquivo (em milissegundos).

  • Fail On Error: se a opção estiver habilitada, a execução do pipeline com erro será interrompida; do contrário, a execução do pipeline continua, mas o resultado vai mostrar um valor falso para a propriedade "success".

  • FTP Security: se a opção estiver ativada, o FTP é acessado de modo seguro FTPS (FTP-SSL ou FTP Secure).

  • SSL: se a opção estiver ativada, o FTP é acessado com o protocolo criptográfico SSL (Secure Sockets Layer).

  • Implicit: se a opção estiver ativada, a conexão SSL é estabelecida através da porta 990 antes mesmo do login ou antes da transferência de arquivos.

  • Security Protocol: tipo de protocolo de segurança que será utilizado - SSL (Secure Sockets Layer) ou TLS (Transport Layer Security).

  • Execution Type Protocol: private, clear, confidential ou safe.

  • Buffer Size: tamanho de buffer do canal de dados seguros.

IMPORTANTE: note que alguns dos parâmetros acima suportam Double Braces. Para entender como essa linguagem funciona, leia o nosso artigo clicando aqui.

Fluxo de mensagens

Saída

Ao executar um componente FTP utilizando as operações download, upload ou move, a seguinte estrutura de JSON será gerada:

{
"status": {
"success": true,
"content": [
{
"symbolicLink": false,
"name": "file.pdf",
"type": 0,
"size": 144089,
"directory": false,
"file": true,
"timestamp": 1544726460000,
"unknown": false,
"rawListing": "-rw-rw---- 1 user 10002 144089 Dec 13 16:41 file.pdf",
"link": null,
"hardLinkCount": 1,
"user": "user",
"group": "10002"
}
]
}
}

  • fileName: nome do arquivo local

  • remoteFileName: caminho do arquivo remoto ou caminho relativo do arquivo remoto

  • remoteDirectory: caminho do diretório remoto base (relativo ou absoluto)

  • success: "true" se a operação sucedeu, "false" caso contrário

Ao executar um componente FTP utilizando as operação list, a seguinte estrutura de JSON será gerada:

{
"remoteDirectory": "pub/example",
"success": true,
"content": [
{
"file": "imap-console-client.png"
}
]
}

  • remoteDirectory: caminho do diretório remoto base (relativo ou absoluto)

  • success: "true" se a operação sucedeu, "false" caso contrário

  • content: a lista de arquivos no remoteDirectory

  • file: nome do arquivo

IMPORTANTE: a manipulação de arquivos dentro de um pipeline ocorre de forma protegida. Os arquivos ficam disponíveis em diretório temporário que somente o pipeline sendo executado tem acesso.

Para entender melhor o fluxo das mensagens na Plataforma, clique aqui e leia o nosso artigo.

Encontrou sua resposta?