A arquitetura do Oracle RAC (Real Application Cluster) agrega diversos benefícios na computação de banco de dados, como: escalabilidade, disponibilidade, balanceamento de carga, redundância e monitoramento. Entretanto, no cenário onde queremos conectar um pipeline a um banco de dados através de uma VPN, a topologia de rede envolvida neste processo não possibilita visualizar os nodes atrás do Oracle SCAN-LISTENER e isso impede que o driver JDBC se conecte ao nó que o listener retornou como disponível para receber uma conexão.

É necessário não utilizar o mapeamento do SCAN-LISTENER no processo, e informar para o time de Suporte da Digibee, via Intercom, os IP's de cada node do banco deste cluster, assim você poderá utilizar uma string de conexão com múltiplos hosts para garantir o tráfego, assim como redundância entre eles que poderá ser realizada via string de conexão.



Exemplo de string:

(DESCRIPTION =(ADDRESS_LIST=(ADDRESS= (PROTOCOL = TCP)(HOST = 10.158.xx.xxx)(PORT = 1111))(ADDRESS= (PROTOCOL = TCP)(HOST = 10.158.xx.xxx)(PORT = 2222))(ADDRESS= (PROTOCOL = TCP)(HOST = 10.158.xx.xxx)(PORT = 3333))(FAILOVER = on)(LOAD_BALANCE = on))(CONNECT_DATA=(SERVICE_NAME = NOMEDOSERVICO)))




Encontrou sua resposta?