Introdução

Olá e seja bem vindo a esta base de conhecimento de um dos itens mais importantes do nosso roadmap! Sabemos que a transação TISS e demais itens envolvidos nesta etapa do projeto são de suma importância para que não haja gaps na rotina de utilização do sistema para emissão e transmissão de guias.

Fluxo TISS Unimed & FESP

Devido as particularidades de cada "singular", como o próprio nome já diz, criamos este artigo explicando desde a parametrização padrão e acrescentando outras parametrizações possíveis para situações de fluxos que já nos deparamos com as Unimeds do projeto.

Caso não tenha sido explanado alguma particularidade de seu fluxo no processo, entre em contato com o gerente de projeto da Amplimed e repasse sua necessidade! Estaremos incrementando a sua necessidade futuramente neste artigo, para que se houver similaridade entre as demais singulares, seja retornado um benefício para todo o grupo Unimed!


Orientamos você leitor(a) que este artigo faz parte da etapa 2 do roadmap de implantação que pode ser analisado na imagem abaixo:

Caso tenha dúvida dos processos e etapas anteriores da implantação, o roadmap geral do projeto pode ser verificado clicando aqui.

Gerenciamento e Faturamento de Guias TISS
para os demais convênios

Caso se depare com esse questionamento de seu médico credenciado cooperado: "Minha clínica atende outros convênios fora do projeto Unimed FESP? Como irei fazer no Amplimed?"

Não tem problema! A clínica cooperada credenciada poderá realizar também toda a parametrização de Convênios, Tabelas de Procedimentos & Exceções e Despesas para os demais convênios que atenda, sendo compreendida a utilização desta regra de negócio nas orientações do vídeo abaixo:


O vídeo acima se aplica também aos itens das seções 11º Aba > Troca de Informações > Campos Obrigatórios e 12º Aba > Troca de Informações > Campos Opcionais deste artigo que explana aspectos gerais das opções disponíveis!


Para continuar a compreensão das parametrizações TISS integradas no projeto Unimed, siga o conteúdo abaixo!

Boa leitura!

Fluxo macro TISS integrada Unimed

Pré requisitos

Para ser utilizado todo o fluxo TISS, necessitamos realizar obrigatoriamente pré-configurações em itens específicos da integração dos webservices e parametrizações TISS, pois estas interagem com as opções que irão surgir no Amplimed para seus usuários.

Reforçamos abaixo as 4 etapas essenciais que necessitam ter sido realizadas ou conhecidas para que seja possível parametrizar e utilizar o fluxo TISS! Todo esse escopo de atividades já é previsto no projeto e foi repassado para a sua equipe envolvida na etapa 1 do roadmap de implantação. Em caso de dúvidas, entre em contato diretamente com o gerente de projetos Amplimed ou gestor que esta coordenando a implantação em sua singular!

> O primeiro pré requisito essencial para realizar as ações que serão explanadas neste artigo é ter concluído a etapa de integração dos web services entre seu sistema de gestão e o Amplimed! Na etapa anterior, foi enviado a documentação pela sua equipe de TI, configurado pela equipe Amplimed, e por fim, homologado esta integração. Caso tenha alguma dúvida dos requisitos da integração, verifique todas as informações desta etapa clicando no botão abaixo:

OBS: Poderá ser realizado a etapa de testes com 2 apontamentos, entre uma área de Homologação (caso tenham) e área de Produção! Verifique em qual apontamento será definido cada etapa do projeto!

> O segundo pré requisito é ter sido realizada a inclusão de sua Tabela de Procedimentos e Despesas via Portal Administrador Unimed. Caso sua singular definiu a utilização destes itens customizados, ao invés de utilizar as tabelas padrões do Amplimed, será essencial que estas já estejam cadastras para evitar retrabalhos para sua equipe no decorrer do projeto.

Caso tenha alguma dúvida de como realizar esta etapa, verifique toda as informações clicando no botão abaixo e analise as seções do artigo "Tabelas de Procedimentos" e "Tabela de Despesas":


> O terceiro pré requisito para definir os parâmetros TISS (a nível de configuração de base de cooperados caso a singular assuma esta função) é ter o usuário multi clínica. Todo Id Reseller, ou seja, sua singular Unimed, terá acesso a um usuário administrador geral para utilizar no sistema Amplimed. Este usuário pode acessar todas as bases (clínicas) vinculadas a sua estrutura.

Geralmente, este perfil é utilizado para acessar e realizar pré parametrizações na base do cooperado credenciado e também para situações de suporte.

Caso não tenha acesso a este usuário, solicite ao gerente de projetos Amplimed ou gestor que esta coordenando a implantação em sua singular!

OBS: Este usuário é exclusivo para acessar o sistema Amplimed. Não será possível acessar o Portal Administrador com o mesmo login.


> O quarto pré requisito é já constar na base da clínica a ser parametrizada os cadastrados de todos os usuários de Profissionais de Saúde que serão utilizados para transações TISS nos itens de Nome do contratado executante e Solicitante, conforme guias de Consulta e SP/SADT. Deste modo, o gestor poderá parametrizar as configurações TISS linearmente conforme ordem proposta neste artigo para evitar retrabalho!

Dica: Caso esteja homologando as áreas ou realizando testes, poderá cadastrar todos os dados dos Profissionais de Saúde. Porém, o e-mail deste pode ser fictício. Assim, o mesmo não receberá o e-mail de ativação enquanto estiver sendo realizado esta etapa de parametrização! Após realizar as ações necessárias e realmente queira comunicar o usuário da liberação e ativação do login, acesse diretamente o Amplimed na base pertence a este e utilize a opção de "redefinir senha". A gestão de usuários diretamente no Amplimed pode ser conhecida clicando aqui na seção "Redefinir Senha".

Configurações e Parametrizações TISS

Iremos propor a seguir as diretrizes estabelecidas em uma ordem específica para configurar os parâmetros TISS. A ordem de parametrização dos itens pode ser definida também pelo próprio gestor da base em sua rotina, porém, sugerimos a proposta neste artigo para que haja uma ordem lógica e linear de ações, evitando retornar as telas para refazer complementos de parametrizações!

Citamos também que poderá ser alterado sempre que necessário qualquer configurações TISS!

(vídeo contempla os passos 1º,2º e 3º dos passos a seguir)

1º Primeiras ações para configurações e parametrizações TISS

1.1. Acesso multi clínica

Com seu usuário multiclínica, logue no sistema Amplimed acessando a base da clínica a ser parametrizada!

1.2. Profissionais de Saúde: Dados para uso no modulo TISS

Acesse o menu Seu perfil localizado no canto superior direito da tela. Após isso, defina o Perfil a ser editado, ou seja, o médico.

OBS: Para serem compreendidas as demais opções da tela, clique aqui.


1.2.1. Na parte inferior da tela do Perfil Médico, poderá ser pré definido os itens do profissional de saúde que interagem com as guias de Consulta e SP/SADT.
Serão exibidos os itens de Grau participação, Tipo cod, Cód. Operadora / CPF, Nome do profissional, Conselho, Número do profissional, UF e CBO.

OBS: Todos os itens citados são obrigatórios nas guias para que a transação TISS ocorra!

1.2.2. Estes dados podem ser utilizados na parametrização em qualquer convênio cadastrado, ou seja, é muito útil já preencher esta área para depois somente utilizar os dados ativando o perfil do médicos > "profissionais que atendem esta operadora" dentro da parametrização TISS conforme o item "7.1." deste artigo.

1.3. Tabelas de Procedimentos e Despesas.

Conforme explanado na seção de Pré Requisitos, é essencial que estes itens já estejam disponíveis para serem utilizados conforme o item "6.1." deste artigo, mantendo uma parametrização linear.

2º Acessando o cadastro do convênio Unimed

2.1. Acesse o menu Configurações > Configurar Clinica > Convênios.

2.2. Caso não haja o convênio cadastrado, clique em Cadastrar novo Convênio. Para utilizar um convênio existente, utilize a opção de Editar dados do convênio (ícone de lápis).

2.3. No cadastro do convênio a ser inserido as configurações TISS, primeiramente insira na aba Dados básicos o Logo Unimed, Nome do convênio e Registro ANS (clique no ícone de Buscar caso deseja pesquisar).

2.3.1. Sugerimos ativar a opção Bloquear edição deste convênio, pois assim somente você poderá editá-lo (usuário logado), ou seja, evitando que outro usuário acesse as parametrizações do convênio Unimed. Recomendamos que utilize o usuário multiclínica para realizar estas parametrizações. Em caso de dúvida de como ter acesso a este usuário, verifique no inicio deste artigo a seção "Pré Requisitos", item "terceiro pré requisito"!

2.3.2. Os demais itens, como Profissionais que atendem, Unidades que atendem, Dias de Retorno e Limite Diário de possíveis agendamento, defina de acordo com sua necessidade, não serão trafegados na transação TISS.

3º Ativando o TISS no cadastro de convênio Unimed

3.1. Clique na aba Faturamento TISS e habilite a opção Ativar faturamento TISS para este convênio. Novas abas irão surgir: Profissionais, Exceções, Despesas e Troca de Informações.


Nestas opções, serão definidos diversos parâmetros e configurações TISS que serão utilizados para realizar a elegibilidade do beneficiário, dados de prestadores executantes de guias, pré definir itens de guias, numeração de guias, tabela de procedimentos utilizada por este convênio, versão do XML e webservices e ativação de funções para utilização das opções de Token via API do App beneficiário Unimed, Leitor de cartão beneficiário Unimed, Reconhecimento Facial Biodoc e RES.

3.2. Quando ativado esta opção, será disponibilizado a opção + Nova Guia TISS na tela do módulo Agenda na opção de visualizar um agendamento lançado. A utilização desta opção pode ser compreendida no artigo relacionado nas seções "Agenda: Solicitação e Autorização de Guias de Consulta e SP/SADT" no item "2.7." e "4º Opções e preenchimento das Guias TISS integradas" clicando aqui.

4º Abas Faturamento TISS > Configurações TISS
do convênio > Prestadores

Nesta área, primeiramente iremos cadastrar os Prestadores que serão utilizados nas guias nos campos de Nome do contratado.

4.1. Clique em Adicionar Prestador ou edite os dados de um existente, apenas alterando os dados. Utilize o ícone de X para excluir, quando necessário.


4.2. Defina o tipo de Código de Identificação, e após isso, insira o 9. Código identificador do prestador contratado executante junto a operadora, conforme contrato estabelecido, seguindo insira a 10. Razão Social, nome fantasia ou nome do prestador contratado da operadora que executou o procedimento e o 11. Código do prestador executante no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde do Ministério da Saúde (CNES/MS). Caso a clínica não possuir, deve preencher com 9999999.

OBS: Quando utilizado no campo 10. o nome inicial com a palavra "Unimed", este prestador virá preenchido automaticamente (sendo possível também editar diretamente nas guias caso necessário e também interagindo com outras regras) nos campos correspondentes especificadamente nas guias, sendo:

Guia de Consulta > Dados do Contratado > 9 - Código do contratado executante na operadora > 10 - Nome do contratado executante > 11 - CNES:

Guia de SP/SADT > Dados do Solicitante > 13 - Código na operadora > 14 - Nome do contratado:

Guia de SP/SADT > Dados contratado Executante > Tipo do código contratado > 29 - Código na Operadora > 30 - Nome do Contratado > 31 - Código CNES:

4.2.1. Selecione o check box de Ativo para este prestador ser exibido nos tipos de guias correspondentes.

4.2.1.1. Caso selecionado o item "Utilizar como executante externo" , os dados deste prestador serão preenchidos automaticamente nos campos da Guia SP/SADT > Dados contratado Executante > Tipo do código contratado > 29 - Código na Operadora > 30 - Nome do Contratado > 31 - Código CNES quando utilizado a opção Auto Gerado & Autorização Local disponível na própria tela da guia!

Atenção! A condicional desta opção em considerar automaticamente o Auto Gerado & Autorização Local com o prestador médico igual ao executate, será se: os campos 10 - Nome do contratado executante e 12 - Nome do profissional (mais os códigos dos mesmos na operadora) estejam condizentes, considerando letras maiúsculas, minúsculas e acentos como diferença.

Atenção! 4.2.1.1.1. Selecionando a opção Auto Gerado & Autorização Local a tag <ans:tipoEtapaAutorizacao>VALOR</ans:tipoEtapaAutorizacao> no xml de envio receberá valor 2. Caso solicitado a autorização sem a opção selecionada, será transitado o xml de envio com valor 1.

4.3. Caso a parametrização exija Login e Senha para transações com webservice, insira as credenciais do prestador conforme definidas sem seu sistema de gestão, ou, desconsidere utilização do campo.

4.3.1. Atenção! Verifique a parametrização complementar para esta regra de parametrização no item "8.4.4.2." deste artigo.

4.3.2. Atenção! O tipo e o código de identificação relacionado a este usuário prestador conforme item 4.2. deste artigo deverá ser obrigatoriamente os mesmos para todas as transações TISS: Elegibilidade, Solicitação e Lote Guias. Verifique com seu sistema de gestão este quesito caso necessário!

4.3.3. Atenção! Verifique em qual área seu usuário está cadastrado entre o ambiente de Homologação (caso tenham) ou Produção e quais são as permissões de transações que este pode realizar, evitando assim algum erro ou restrição quando forem realizados testes!

4.4. Além dos campos presentes nas telas de guias, será exibido o Prestador na área da Agenda, entre os modais de elegibilidade e solicitação de autorização de procedimentos. Exemplos das teles a seguir:

4.4. Observamos que além da parametrização "padrão" conforme orientações anteriores, há situação da necessidade de alimentar a guia com certas regras para que seja possível enviar ao sistema de gestão a estrutura correta para pagamento. Caso tenha dúvidas de como enviar os campos para seu sistema de gestão, entre em contato diretamente com o gerente de projetos Amplimed ou gestor que esta coordenando a implantação em sua singular! Podemos exemplificar a seguir algumas estruturas de cadastros de Prestadores:

4.5. Defina um procedimento padrão para realizar a solicitação de guias de consulta ativando a opção PROCEDIMENTO PADRÃO NA AUTORIZAÇÃO DE GUIAS DE CONSULTA. Defina o procedimento necessário de acordo com a tabela selecionada.

4.5.1. Quando for aberto a tela de elegibilidade e autorização, virá adicionado o procedimento. Após, realize as ações necessárias para autorização e finalização de guia! A compreensão desta opção pode ser verificado no item "4.2.2." e seus subitens do artigo relacionado clicando aqui.

5º Abas Faturamento TISS > Configurações TISS
do convênio > Configurações Gerais da Operadora

5.1. Defina caso necessário nas opções referenciadas na imagem abaixo os itens que devem vir preenchidos nas guias de Consulta e SP/SADT, poupando cliques para o usuário. Estas informações poderão ser editadas na guia a qualquer momento na guia emitida!
Desconsidere a pré definição dos itens caso deseje que o usuário coloque pontualmente na guia quando necessário o preenchimento.

6º Abas Faturamento TISS > Configurações TISS
do convênio > Tabela de Procedimentos.

6.1. Selecione entre as tabelas disponíveis no sistema qual será utilizada no convênio em transações de guias TISS.

6.2. Poderão ser utilizados ainda em conjunto procedimentos fora da tabela selecionada conforme item "6.1." deste artigo, sendo possível parametrizar estes cadastros na aba de Exceções ou também cadastrar "insumos" para Anexos e Outras Depesas das Guias SP/SADT (vide item "12.6." deste artigo):

6.2.1. Esta tabela ficará disponível somente no convênio e na base selecionada conforme itens "1.1."e "2.2." deste artigo, não sendo viável utilizar essa opção no convênio Unimed. Verifique o item "6.3." a seguir neste artigo com o fluxo proposto para o projeto Unimed com integração!

6.3. Observamos que cada Unimed tem sua própria tabela com algumas particularidades de estruturação, deste modo é possível realizar o castro e definir tabelas personalizadas via Porta Administrador Unimed, qual ficará disponíveis para todas as clínicas vinculadas a sua singular!

Verifique as orientações desta opção conforme explanado no inicio deste artigo na seção "Pré Requisitos", item "segundo pré requisito > Tabela de Procedimentos e Despesas via Portal Administrador Unimed", e video clicando aqui.

6.4. A seguir um exemplo na tela de Elegibilidade e Autorização das Guias TISS onde é exibida a tabela de qual o procedimento faz parte. A compreensão desta opção pode ser verificado no item "4.2.2." do artigo relacionado clicando aqui.

7º Aba > Profissionais Que Atendem Esta Operadora

7.1. Ative os usuários de Profissionais de Saúde que serão utilizados para transações TISS nos itens de Nome do contratado executante e Solicitante conforme guias de Consulta e SP/SADT.

Pré defina os itens por profissional conforme está em seu sistema de gestão para Grau participação, Tipo cod, Cód. Operadora / CPF, Nome do profissional, Conselho, Número do profissional, UF e CBO.

Atenção! Todos os itens citados são obrigatórios nas guias para que a transação integrada TISS ocorra!

7.1.1. Caso os dados forem preenchidos no Perfil Médico conforme item "1.2." e seus subitens deste artigo, já serão preenchidos automaticamente na ativação deste profissional que atende a operadora!

7.2. Veja o video complementar com considerações gerais: CBOs diferentes para autorização, multiclínicas TISS.

8º Aba > Troca de Informações > Configurações TISS e Webservices

Nesta área constam 4 categorias de parametrização, sendo em ordem a parametrização do webservice TISS possibilitando a elegibilidade de beneficiário, solicitação, autorização e envio de lote guias, tipos e numeração de guias e lotes, configurações adicionais de integração com APIs de funcionalidades do projeto e regras gerais para preenchimento de guias.

Configurações TISS e Webservices

8.1. Na área de Versões > Versão do XML TISS, definida qual padrão esta sendo utilizado pela sua singular.

A plataforma Amplimed estará sempre atualizada conforme as versões publicadas pela ANS!


8.2. Na área de Versão terminologia, definida qual padrão esta sendo utilizado pela sua singular de acordo com o contrato com este cooperado credenciado.

OBS: Não irá impactar e trafegar na transação TISS.

8.3. Na área de Numerações > Lote Atual definida a numeração de referência da fatura em que iniciou os lotes no Amplimed. Essa informação é somente para orientação e não é incremental junto aos lotes gerados pelo módulo faturamento TISS!

8.4. Na área de Werbservices pode-se definir diversas regras de acordo com a característica TISS de sua singular. Primeiramente selecione a opção obrigatória para ocorrer a comunicação TISS de >Utiliza integração webservice.

Caso tenha sido passado urls de Homologação e Produção, por regra, é apontado para a área de Homologação. Caso deseje iniciar em Produção, selecione o checkbox correspondente!

8.4.1. Quando ativado esta opção serão disponibilizados as opções de:

8.4.1.1. Opção de Verificar Elegibilidade do Convênio no lançamento da agenda.

8.4.1.1.1. Para compreensão da utiização desta opção veja o item "2.1." clicando aqui.

8.4.1.2. Opção de Elegibilidade e Autorização dentro das guias:

8.4.1.2.1. Para compreensão da utiização desta opção veja o item "4.2.1." clicando aqui.

8.4.1.3. Opção de Exames > Assistente SADT - TISS dentro do prontuário eletrônico:

8.4.1.3.1. Para compreensão da utiização desta opção veja o item "3.1." clicando aqui.


8.4.2. Selecione na área de Werbservices disponíveis a singular disponível para a qual deva ser apontada a comunicação TISS.

OBS: Após a conclusão da fase de integração conforme etapa 2 do roadmap, será comunicado esta disponibilidade do item pelo seu gerente de projetos Amplimed!

8.4.2.1. Quando selecionado um werbservice será exibido a opção na guia de SP/SADT de Autogerado, qual a finalidade é o preenchimentos dos campos 29 ao 31 da guia.


8.4.3. Definida qual a regra de utilização de Tabelas de Procedimento para este convênio conforme definido nos itens "6.1." e "6.2" deste artigo.

8.4.4. Atenção! Utilize as seguinte combinações de opções para quando:

8.4.4.1. Quando a parametrização NÃO exigir Login e Senha para transações com webservice siga esta parametrização:

8.4.4.2. Quando a parametrização EXIJA Login e Senha para transações com webservice siga esta parametrização:

OBS: Verifique a parametrização complementar para esta regra no item "4.3." deste artigo.

8.4.5. Ativando a opção Utilizar CTE para guias em análise, será gerado um Comprovante de transação eletrônica ao invés da guia em sí quando clicado para imprimir as guias com este status. O modelo de CTE é parametrizável, caso deseje utilizar esta opção, entre em contato com o gestor de projetos Amplimed de sua singular!

8.4.5.1. A opção de impressão de CTE será exibida em todos fluxos de impressão de guias.


8.4.6. Caso sua versão TISS seja a 03.05.00, poderá ser ativado a opção Utilizar token/código de validação de elegibilidade? (App , v03.05.00). Esta regra é de caráter da singular definir sua utilização, qual será necessário e obrigatoriamente uma etapa de desenvolvimento e customização junto a API & Endpoint do Token via App Beneficiário para a troca de informações!
Veja abaixo um exemplo de como será exibido em tela no momento da introdução do código de validação de presença do beneficiário para solicitação de guias de Consulta e SP/SADT pelas telas de:

Tela Agenda > Guia > Elegibilidade e Autorização

Tela Prontuário Eletrônico > Assistente SPSADT - TISS > Guias Geradas

8.4.6.1. Caso deseje utilizar esta opção, entre em contato com o gestor de projetos Amplimed de sua singular. Demais regras desta integração podem ser verificadas clicando aqui.

8.4.6.2. Atenção! Para realizar testes da elegibilidade na versão 03.05.00 TISS sem a inserção de token, verifiquei em seu sistema de gestão se foi desativado a opção de glosa por falta do token no xml!

9º Aba > Troca de Informações > Tipos de Guias

Este bloco de parametrização se aplica para as regras de numeração de guias.

9.1. Defina entre Guia de consultas, Guia de Serviço Profissional / Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia - SP/SADT, Guia de Solicitação de Internação ou Guia de Honorário Individual na área de Tipos de Guias primeiramente qual será a regra de numeração a ser seguida no checkbox de Numeração Incremental, ou seja, selecionando-o, a numeração de guia será automática a contar do valor definido no campo Número Atual.

9.1.1. Atenção! Caso o prestador / profissional de saúde atenda em mais de uma clínica cooperada credenciada de sua singular, e for emitida uma guia com a mesma numeração, esta constará em seu sistema de gestão e será retornado erro na transação TISS como guia já existente! Caso tenha essa probabilidade de condição, insira uma numeração diferenciada para cada clínica no convênio Unimed.

A tag do XML qual transitará a informação do campo 2 - Nº da guia no prestador é:

<ans:cabecalhoSolicitacao>

<ans:registroANS>000000</ans:registroANS>

<ans:numeroGuiaPrestador>423432232371</ans:numeroGuiaPrestador>

</ans:cabecalhoSolicitacao>



9.2. O campo Numero Inicial serve apenas para referência em que nº se iniciou as guias no Amplimed. Essa informação é somente para orientação, não é incremental junto as guias geradas pelo módulo faturamento TISS!

9.3. Defina se o tipo de guia será impressa selecionando no checkbox e qual será o formato de impressão, paisagem por default, caso for em retrato, selecionar checkbox correspondente!


10º Aba > Troca de Informações > Configurações Adicionais

Este bloco de parametrização se aplica as integrações via API & Endpoints do projeto Unimed FESP para utilização das opções de Token do App beneficiário Unimed, Leitor de cartão e dados de pessoa física do beneficiário Unimed, Reconhecimento Facial Biodoc, Assinatura Digital e RES Interall e criar fluxos para executar elegibilidade e solicitação de procedimentos.

10.1.0 Guias de retorno permitem o médico a atender o paciente, mesmo que a guia de consulta voltar com glosa de retorno: Caso você queira que a guia de retorno seja solicitada para relatório do convênio, precisa-se habilitar os dois campos da imagem abaixo:

no item Permitir atendimento para os procedimentos insira qual procedimento que quando a secretária enviar a solicitação e voltar com a glosa, vai permitir o médico atender. E no campo Retorno condicional que permite o atendimento: você precisa colocar com qual glosa de retorno que esta descrita no sistema de gestão, que ele vai permitir o médico atender, por exemplo: DUPLICADOS;RETORNO)

10.1.1 É possível customizar as mensagens a serem exibidas no cabeçalho das guias SP/SADT utilizando a opção Mensagem de impressão guia SP/SADT (superior) e Mensagem de impressão guia SP/SADT (inferior). Veja a imagem a seguir de um exemplo:


Reconhecimento Facial

10.2. Para utilização do reconhecimento facial ative a opções Token de integração Biodoc e insira o Token de homologação ou produção e salve a seção. A partir deste momento já será exibido a opção de efetuar Reconhecimento Facial nas telas das guias quando clicando na opções Autorização e Elegibilidade > Consulta elegibilidade no convênio.

10.2.1. Ative a opção caso tenha em seu fluxo o processo de Habilitar justificativa para reconhecimento facial, qual exibirá a opção quando houver uma negativa na identificação ou caso não queira realizar o reconhecimento facial:

10.2.1.1. Os fluxos do Reconhecimento Facial podem ver verificados no artigo relacionado clicando aqui no item "4.2.3." da seção "4º Opções e preenchimento das Guias TISS integradas".

10.2.1.2. Ao enviar uma Justificativa, pode-se também ser comunicado os dados do "Prestador Origem" habilitando a opção "Enviar Dados do Paciente na Justificativa?", sendo as informações origens possíveis de acordo com a API da Biodoc de:

'benCpf' informação do Cadastro do paciente, caso não houver, irá nulo.

'benNomeMae', informação do Cadastro do paciente, caso não houver, irá nulo.

'prestCodigo'informação do cadastro de Convênio > Profissioais > Profissionais que Atendem esta Operadora > "50 - Cód. Operadora / CPF", qual está vinculado ao usuário médico!

'benDtNasc' informação do Cadastro do paciente, caso não houver, irá nulo.

'prestNome' item selecionado em Prestador no modal de Solicitação e Autorizaçã.

OBS: Vide item "4.1." deste artigo para detalhes de Cadastro de Prestador.

'operador':'exemplo@teste.com.br'e-mail de acesso Amplimed do usuário que está realizando a ação de envio de Justificativa.

'plano' informação do Cadastro do paciente > Convênios + Plano que estiver selecionado na tela da Agenda, caso não houver, irá nulo.


10.3. É possível restringir procedimentos específicos para serem realizados na opção de telemedicina perante execução e autorização de guias para os códigos destes. Utilize esta regra ativando a opção Permitir teleatendimento para os procedimentos, caso houver mais de um procedimento, separe os códigos pelo caractere ";", exemplo: 10101063;10101012.
Caso não realizado ou não aprovado a autorização da guia com o código, será bloqueado as ações de acessar os links e acessar a telemedicina por todos as telas que existe a opção, sendo estas via Agenda, Consultas/Fila de atendimento ou via Prontuário eletrônico. Neste caso, será exibido a mensagem de:

"Restrição para teleatendimento. Seguindo as configurações do convênio nenhum dos procedimentos solicitados para este paciente na data de hoje permite a execução de teleatendimento. Entre em contato com o convênio para mais informações."

10.4. Ative a opção Habilitar leitor de carteirinha para ser possível coletar os dados pela tarja magnética do cartão do beneficiário. Utilizando esta opção será possível utilizar pelas telas de Guias nos campos de número da carteirinha, em Cadastro de Paciente na opção Convênios e nas telas onde haja o modal de Elegibilidade e Autorização.

10.4.1. Deverá ser configurado a regra de tratamento para a leitura da carteirinha seguindo a lógica para o tratamento de dados de uma referência de quebra de dados e um indicador de posição a ser coletado. Veja o exemplo abaixo:

ç|1

No exemplo acima, “ç” é a referência de quebra de dados e “1” é o indicador de posição. Nesse exemplo, o funcionamento seria da seguinte forma:

O retorno de dados na leitura da carteirinha:

çFulano de Tal

ç00040000000000001ç09ç10ç2020

Como foi definido acima a quebra de dados emç”, os dados quebrados seriam:

Posição 0: Fulano de Tal

Posição 1: 00040000000000001

Posição 2: 09

Posição 3: 10

Posição 4: 2020

Como foi definido acima o indicador de posição “1”, o resultado final da leitora no sistema seria somente o número da carteira: 00040000000000001

10.5. Caso utilize o fluxo com o Token do App beneficiário Unimed para dar a elegibilidade ao paciente quando este não estiver com a carteirinha, utilize a opção Habilitar validação token carteirinha via API.

OBS: Para utilizar essa opção será necessário e obrigatoriamente uma etapa de desenvolvimento e customização junto a API & Endpoint do Token via App Beneficiário para a troca de informações!

10.5.1. Veja abaixo um exemplo de como será exibido em tela no momento da introdução do código de validação de presença do beneficiário via token:

10.5.2. Caso deseje utilizar esta opção, entre em contato com o gestor de projetos Amplimed de sua singular. Demais regras desta integração podem ser verificadas clicando aqui.

10.6. Ative a opção Assinatura Digital de Guias de Solicitação para imprimir exclusivamente nas guias de Solicitação de SP/SADT e Internação.

10.6.1. Veja abaixo um exemplo de como será exibido em tela no momento da introdução da assinatura após clicar no assistente de Assinatura digital para Guias de Solicitação da SP/SADT e Internação, sendo necessário informar o CPF ou CNPJ e depois abrir o aplicativo de autenticação no dispositivo para visualizar o código de verificação e autorizar o uso do seu certificado digital. Grave a utilização do token caso achar necessário.

10.6.2. Nativamente é gravado o log de guias assinadas digitalmente. Toda vez que for realizada a impressão será arquivado o PDF correspondente.
Para acessar essas guias digitais, abra a guia diretamente e no fim da página clique sobre a opção Assinaturas e clique sobre a guia necessária. Reassine se necessário clicando em Guia de Solicitação.

10.6.3. Na Guia de Internação será possivel assinar somente após o status Finalizado ser efetivado.

10.7. Mais um fluxo de autorização possível é ativar a opção Permitir Solicitação Webservice Somente Após Reconhecimento Facial para Guias de Consulta e também para Permitir Solicitação Webservice Somente Após Reconhecimento Facial para Guias de SP/SADT, deste modo será obrigatório uma autenticação e retorno positivo do reconhecimento da API da Biodoc (vide item "10.2." deste artigo) para poder realizar a solicitação de autorização para procedimentos.

10.7.1. Veja abaixo um exemplo de como será exibido em tela caso a opção esteja ativa e tente ser realizado uma solicitação sem o reconhecimento facial, neste caso exibindo a mensagem "Você só pode efetuar solicitações após fazer o reconhecimento facial":

10.8. Ative a opção Habilitar Busca de Dados Clínicos no Res para utilizar a integração com o barramento estadual RES - Registro Eletrônico de Saúde no Prontuário Eletrônico via Amplimed!

10.8.1. Atenção! Quando não marcado o check box Produção, serão utilizados os enpoints de homologação quando disponíveis.


10.8.2. Veja as demais parametrizações necessárias para utilizar o RES e maiores detalhes desta feature clicando no botão abaixo para ser direcionado ao artigo de orientação:


10.9. Para utilizar o reconhecimento facial no momento do teleatedimento, ative a opção Habilitar reconhecimento facial para execução no teleatendimento.

Todo o processo é automático e ficará disponível somente na tela do prontuário eletrônico no momento da chamada.

10.9.1. Ao iniciar a tele, será realizado a captura do frame no inicio e a cada 1 minuto. Caso seja reconhecido o beneficiário, será exibido a mensagem de "Beneficiário autenticado no reconhecimento facial".

10.9.2. Caso não seja identificado o reconhecimento, será exibido a mensagem abaixo:

11º Aba > Troca de Informações > Campos Obrigatórios

Este bloco de opções se refere ao preenchimento de campos de guias, evitando glosas pelo não preenchimento de informações de acordo com padrão do convênio a ser parametrizado.

No projeto Unimed FESP o recebimento do XML é feito de forma integrada, a troca de informações são feitas em real time nas solicitações de autorização, qual estas regras já serão tratadas e validadas via webservice. Para o fluxo da emissão das guias com a integração veja a seção "4º Opções e preenchimento das Guias TISS integradas" do artigo relacionado clicando aqui.
Citemos as opções de Campos Obrigatórios neste artigo a fim de conhecimento e caso seja necessário aplicar aos demais convênios que seus cooperados credenciados atendam! Para entendimento destas opções recomendamos o vídeo explanado no inicio deste artigo disposto na seção Gerenciamento e Faturamento de Guias TISS para os demais convênios.



12º Aba > Troca de Informações > Campos Opcionais

Este bloco de opções e regras se aplicam para os campos e fluxos de guias e lotes objetivando a melhoria da gestão da operação de acordo com padrão do convênio a ser parametrizado. Os itens ativado serão validados sempre que for tentado Finalizar uma guia!

Para compreensão do fluxo da emissão das guias com a integração veja a seção "4º Opções e preenchimento das Guias TISS integradas" do artigo relacionado clicando aqui.

12.1. Marque a opção Geral XML de lotes por contratado executante (prestador) para considerar o Prestador definido no executante da guia na tag de <ans:origem> dos XMLs.
Caso desativado esta opção, será considerado o primeiro cadastro de Prestador na lista do convênio conforme item "4.1." deste artigo. Ou seja, para definir qual prestador "principal/origem" deseja ser utilizado no cabeçalho das guias, utilize essa regra (opção desabilitada + prestador desejado na posição de primeiro na listagem de cadastros).

Cabeçalho dos Xml ficará:

<ans:origem>

<ans:identificacaoPrestador>

<ans:codigoPrestadorNaOperadora>

valor do código/regra definida

</ans:codigoPrestadorNaOperadora>

</ans:identificacaoPrestador>

</ans:origem>



12.2. Caso queira definir a criação automática de faturas/lotes ative a opção Gerar novas faturas todo dia regra definida de cada mês.

OBS: Não será possível utilizar esta opção ao mesmo tempo com o item "12.3." deste artigo.

12.2.1. Citamos como exemplo o preenchimento da regra 0 = todos dias ou dias escalonados 5-10-15, qual será o mesmo que criar uma fatura/lote todos os dias 5,10 e 15 do mês, contemplando as guias emitidas nestes períodos em seus lotes respectivos.

12.3. Caso queira definir a criação automática de faturas/lotes ative por dias da semana, ative a opção Gerar novas faturas toda(o): dias da semana e selecione os checkbox dos dias da semana Seg -Ter - Qua - Qui - Sex - Sáb - Dom necessários.

OBS: Não será possível utilizar esta opção ao mesmo tempo com o item "12.2." deste artigo.

12.4. Caso queira automatizar o envio e apresentação lotes faturas TISS via webservice ao gestão de contas médicas, parametrize seguindo:

12.4.1. Da mesma forma que hoje é parametrizado “gerar faturas automaticamente”. O sistema permite escolher entre diário / determinados dias do mês. A opção de envio deve condizer com a parametrização de geração de faturas de lotes guias.
OBS: Obrigatoriamente deve ser aberto um lote inicial para ter êxito no uso desta funcionalidade. Veja o item 12.5. deste artigo.

12.4.2. O webservice irá executar a rotina entre 3:00AM.

12.4.3. O sistema só fará o fechamento e envio automático, desde que os seguintes critérios sejam atendidos:

  • Fatura dentro do status “aberta” (todas as faturas, independente do período);

  • Fatura que não possuí lote gerado.

    12.4.4. A automação segue o seguinte fluxo:

  • Alterar fatura pro status “fechada”;

  • Gerar o(s) arquivo(s) XML;

  • Enviar o(s) arquivo(s) XML;

  • Alterar fatura pro status “enviada”.

    12.4.5. Após a automação, o sistema envia para todos os usuários da clínica via central de notificações o resumo do que foi feito.

  • Lote que foi enviado;

  • Retorno da operadora:

    • Recebido;

    • Recebido com Glosa

    • Não Recebido;

    • Etc.

Atenção!
Fica sob responsabilidade da clínica verificar as notificações diariamente, analisar e interpretar os detalhes e acessar a área de faturamento TISS para analisar o protocolo de retorno se necessário!

12.5. Atenção! Será necessário criar uma fatura manualmente para iniciar a processo de criação incremental para os itens "12.2." e "12.3."e "12.4." deste artigo.

Para realizar este processo acesse o menu Configurações > Faturamento TISS e selecione a opção + Nova Fatura e defina o Convênio, em seguida o Nº da fatura e Defina como a fatura atual do convênio.
OBS: Recomendamos utilizar o ano+mês para numeração de lotes facilitando a compreensão na visualização.

12.5.1. Log de G

12.6. Caso deseje estipular até quantas guias devem compor uma fatura, ative a opção Limitar a quantidade de guias nos lotes em: quantidade.

OBS: Esta opção está relacionada diretamente aos itens "12.2." e "12.3." deste artigo.

12.6.1. O sistema considera o Padrão TISS de 100 guias por lote, qual será criado automaticamente "sub lotes" desta fatura por tipo quando processada! Ou seja, não será criado um nova fatura no histórico do dia e não irá interferir na numeração incremental de faturas!

Imaginando um cenário qual esta parametrizado para ser uma fatura por semana as Sextas-Feiras, criada de modo automático e numeração incremental, e o nº da fatural atual seja 202010!

Fechando-se a fatura no fluxo de rotina da clínica toda Quinta-Feira no fim do expediente por exemplo!
Sendo que nessa fatura há 200 guias de Consulta! Quando fechado/processado esta fatura será criado uma numeração de lotes conforme exemplo abaixo:


Fatura atual nº 202010
"Sub Lotes" com 100 guias em cada, nºs: 05 e 06.

Seguindo o exemplo, na Sexta-Feira será criado a nova fatura com a numeração seguinte incremental de 202011!

12.6.2. Para maiores detalhes de fechamento/processamento e envio de lotes guias clique aqui.

12.7. Ative a opção de Emissão de “Anexo de outras despesas” para Guias SP/SADT para que seja exibida a opção nas guias.

12.7.1. A opção não ficará disponível somente na visualização da guia via Prontuário Eletrônico! Todas as demais telas de visualização da guia será possível utilizar a opção.

12.8. Ative a opção Imprimir espaços para datas e assinaturas de sessões em guias de SP/SADT para ser exibido no campo 56. Data de Realização de Procedimentos em Séria e 57. Assinatura do Beneficiário ou Responsável o campo respectivo.

12.9. Alguns autorizadores necessitam em sua regra parametrizada que os campos 29. ao 31. da guia estejam preenchidos (mesmo que seja com os dados da própria Unimed) para que ocorra a comunicação TISS, porém, na impressão da guia deve estar em branco os campos para que possa ser preenchido no local de execução desejado pelo beneficiário.

Neste caso, ative a opção Imprimir dados do contratado executante em branco na solicitação em guias SP/SADT para que não venham dados preenchidos na guia nos campos respectivos.

12.9.1. Para que seja disponibilizado o espaçamento de preenchimento manual entre os campos 36 ao 54 da guia de SP/SADT referentes a execução, habilite a opção referenciada de "Na guia de solicitação imprimir espaços em branco para execução. Limite em X a quantidade de procedimentos por guia SP/SADT impressa".
Para a impressão em paisagem serão disponibilizados 5 linhas, em retrato 9!

12.10. Na tela de guia SP/SADT na opção de Dados da Execução do Procedimento é possível trabalhar com a opção Permitir execução apenas de procedimentos solicitados e autorizados em guias SP/SADT, qual será considerado a regra de validação para quando o 40 - Código do procedimento executado deve constar no campo 25 - Código do procedimento ou item solicitado e autorizado da guia.

Caso estiver divergente, exibirá a mensagem: O procedimento selecionado não foi encontrado entre os solicitados com quantidade autorizada de pelo menos 1.

12.11. Para evitar que sejam finalizadas guias com procedimentos Negados, Em Análise e adicionado itens manualmente, alterado valores de quantidade de solicitados e autorizados, consequentemente sendo enviado de modo errôneo em faturas/lotes de faturamento TISS, ative a combinação de opções das regras em destaque abaixo. Deste modo, os campos obrigatórios ficam bloqueados para preenchimento manual e dependerão do retorno do webservice para status de guia Autorizada para serem preenchidos!

12.10.1. Exemplo da SP/SADT com a opção habilitada de Bloquear adição de procedimentos solicitados em guias de SP/SADT. Ou seja, o botão de edição e adição de procedimentos direto na guia será bloqueado. Sendo somente possível utilizar a área de Elegibildide e Autorização para fazer a adição e solicitação, recebendo a resposta de XML de Retorno como Autorizado, não será possivel fazer edições nos procedimentos da guia!



12.11.2. Exemplo da SP/SADT com as opções habilitadas de Bloquear edição do campo "Data da autorização" em guias de SP/SADT e Bloquear edição do campo "Validade da senha" em guias de SP/SADT:

12.11.3. Exemplo da Guia de Consulta com as opção habilitada de Bloquear adição de procedimentos em guias de consulta. Ou seja, para inserir um procedimento (constar um procedimento é o requisito de validação para Finalizar a guia), será necessário realizar a comunicação TISS de solicitação e autorização e houver a resposta de guia Autorizada para preenchimentos dos campos conforme XML de retorno.

12.12. Caso em seu fluxo operacional seja emitida guias com grandes quantidades de procedimentos e seja necessário gerar mais de uma guia para a mesma solicitação, utilize a opção Limitar em X a quantidade de procedimentos por guia SP/SADT impressa, cosiderando:

12.12.1. Nativamente a guia será separada ao atingir o limite de leiaute, estas serão desmembradas, porém permanecerão com a mesma numeração.

12.12.2. Caso as guias forem desmembradas em 2 por exemplo, porém do mesmo Grupo, terão a mesma numeração.

12.12.3. Caso seja emitida uma guia única com 9 procedimentos por exemplo, porém estar definido com a limitação de 3 procedimentos por guia, terão a mesma numeração para as guias desmembradas.

12.13. Consultar Protocolo / Glosa:

Dicas e Conclusão


Dica 1: Preenchimento automático do Prestador nas guias

Para a informação já vir preenchida na guia, os dados cadastrais do Prestador do campo 9. e 10 (vide item "4.2." deste artigo). devem ser idênticos com os mesmos dados correspondentes do cadastro do Profissional (vide item "7.1." deste artigo) do agendamento, considerando-se diferente caso tenha espaços, letras maiúscula e minúsculas e o tipo de código selecionado. Deste modo, coincidindo as informações, virá preenchido em sua guia no campo correspondente os dados do Prestador!
OBS: Caso em seu convênio tenha somente um Prestador cadastrado, este virá preenchido por default, caso contrário, virá para preenchimento manual ou na regra acima de preenchimento automático.

Dica 2: Cadastro de Convênio padrão para todas as bases clínicas

Afim de automatizar e agilizar o processo de liberação de bases clínica para os cooperados, a Unimed através de sua equipe poderá realizar as parametrizações abordadas neste artigo em uma Base Modelo.

Este item é previsto no roadmap e permite definir uma clínica modelo, onde alguns possíveis parâmetros podem ser definidos e replicados automaticamente para as bases criadas na rotina para que a integridade as parametrizações definidas pela Unimed possa permitir a elegibilidade de beneficiário, autorização de guias e envio de lotes de faturamento com total eficiência operacional.

As Configurações TISS do convênio de modelo pode ser os itens:

> Nome do convênio, código ANS e logo. (videm item "2.3" deste artigo)

> Aba Faturamento TISS considerando os itens de Prestadores, Tabela Padrão selecionada e demais configurações da tela. (videm item "4.1." ao item "6.3." deste artigo)

> Aba Troca de informações considerando todos os parâmetros. (videm item "8.1." ao item "12.9." deste artigo)

Após definido os itens modelos, comunique o gerente de projetos Amplimed que irá providenciar o script para que essa base definida como padrão e herde as configurações para as próximas bases criadas!

OBS: A base modelo é modificável, sempre que alterada, as bases criadas posteriormente herdarão os novos parâmetros definidos, sem modificar as já criadas. Caso deseje contemplar os novos parâmetros para as bases já criadas anteriormente a modificação, dispomos de scripts para replicar e contemplar as alterações de dados, porém, verifique junto ao consultor Amplimed a limitação desta ação de acordo com a sua necessidade solicitada.

Dica 3: Testes e Homologação

Após parametrizar um item sempre recomendamos testar o fluxo disposto, visto que estes dependem do êxito da comunicação entre as duas partes: Amplimed x Unimed.
Qualquer erro de comunicação de webservice identificado deve ser reportado entre as equipes envolvidas para que possa ser verificado e tomado as ações necessárias para a liberação do fluxo.

Lembramos que as etapas podem ser realizadas com 2 apontamentos, entre uma área de Homologação (caso tenham) e área de Produção! Verifique em qual apontamento será definido cada etapa do projeto!


XML e envio e retorno:

Toda comunicação padrão TISS terá um envio e um retorno. Caso queira analisar estes, verifique em seu navegador na área de Inspecionar Elemento > Console > Object > SITUAÇÃO NECESSÁRIA PARA CONFERÊNCIA.

Para as demais comunicações de integração do projeto também serão exibidos no console!
Atenção, a codificação do XML deve estar em UTF-8.

Dica 4: Atenção com o usuário multiclínica!

Este usuário poderá acessar todas as bases das clínicas cooperadas e realizar ações e consultas a nível de administrador. Alertamos ao gestor Unimed que defina quem serão os integrantes da equipe envolvidos no projeto que terão acesso a este, cabendo a total responsabilidade a Unimed pelas ações que esse usuário poça realizar em uma base.

Feedback para a equipe Amplimed

Estamos em constante evolução em nossas funcionalidades, não exite em enviar sugestões de melhorias junto ao gerente de projetos Amplimed!

Avalie esse artigo e entre em contato caso tenha alguma dúvida!

Encontrou sua resposta?