Este artigo abrange os seguintes tópicos:

  1. Vincule o centro de distribuição na criação do pedido através de seu código único

  2. Extraia relatórios mais específicos

  3. Mantenha as informações de sua empresa atualizadas

  4. Faça auditorias periódicas em sua conta para garantir o bom funcionamento de sua operação

    4.1 Centros de distribuição
    4.2 Performance da cotação de frete
    4.3 Performance da expedição de pedidos (regras de disparo da PLP)
    4.4. Métodos de envio (transportadoras integradas à sua conta e contrato Correios)
    4.5 Performance do rastreamento de pedidos
    4.6. Gestão de acesso à sua conta


1. Vincule o centro de distribuição na criação do pedido através de seu código único

Existem algumas formas de vincular um centro de distribuição ao pedido, durante a sua criação em sua conta. Você pode enviar o CEP de origem ou informar o código cadastrado em sua conta do centro de distribuição desejado.

Caso você atue com mais de um depósito, recomendamos que você vincule o centro de distribuição no pedido através do código dele, pois este código é único e assim você irá garantir que o pedido não será vinculado ao código errado, principalmente se você tiver mais de um CD criados com o mesmo CEP.

Para saber qual o código dos seus centros de distribuição, acesse a tela centros de distribuição em sua conta através do caminho menu > configuração > centros de distribuição.

Caso você não envie nenhuma informação relacionada à origem do pedido durante a sua criação, via API, o centro de distribuição com o cadastro mais antigo será vinculado ao pedido.


2. Extraia relatórios mais específicos

Ao gerar relatórios em sua conta, utilize os filtros disponíveis em nossas telas para gerar relatórios de acordo com as suas necessidades. Quanto mais filtros você utilizar, mais rápido e específicos os relatórios gerados serão.


3. Mantenha as informações de sua empresa atualizadas

Essa tela contém as informações gerais de sua empresa, como nome, logotipo, dados de contato, configurações de unidades da API entre outros dados importantes.

  • Atualize o nome fantasia, logo, telefone e demais dados de sua empresa.

  • É importante que as unidades de medida e o modo de cotação estejam alinhados com o que está configurado nas tabelas de frete e com o tipo de cotação utilizada em sua conta, para que não haja erros durante a cotação. Para saber mais sobre isso, clique aqui. Também é importante que as dimensões recebidas nos pedidos seja a mesma dimensão das cotações.


4. Faça auditorias periódicas em sua conta

É importante que seja revisto todas as configurações de sua conta periodicamente para evitar que parametrizações incorretas ou vencidas permaneçam em produção. Recomendamos que você revise as parametrizações de sua conta a cada 3 meses ou sempre que houver mudanças em sua operação.

4.1. Centros de distribuição

  • Apague os centros de distribuição que não são mais utilizados em sua operação e revise se todas as informações dos CDs utilizados estão atualizadas.

  • Ao criar um novo CD em sua conta da Intelipost, garante que eles também estão criados nos sistemas das transportadoras integradas à sua conta. Caso contrário, ao disparar PLPs para as transportadoras, o disparo não ocorrerá com sucesso.

  • Ao criar um novo CD, vá até as configurações dos usuários cadastrados em sua conta e atualize as permissões de centros de distribuição, pois os usuários só terão acesso aos pedidos e PLPs que tiverem origem nos centros de distribuição selecionados nessa tela.

4.2. Performance da cotação de frete

a) Tabelas de frete

  • Valide se todas as tabelas de frete que você deseja utilizar em sua operação estão em vigência. Ao cadastrar ou atualizar tabelas de frete em sua conta, por padrão, elas serão importadas no status em rascunho. No entanto, para que essas tabelas sejam utilizadas nas cotações de frete é necessário colocá-las em vigência. Caso precise de ajuda, acesse o passo a passo sobre como validar e colocar uma tabela em vigência.

  • Converse com as transportadoras integradas à sua conta periodicamente: verifique se as tabelas estão válidas, se não houve nenhum reajuste e se houve mudanças na abrangência. Caso identifique que uma tabela necessita ser atualizada, abra uma solicitação para atualização de tabela de frete.
    Caso a atualização necessária na tabela seja referente à abrangência e sejam poucas faixas de CEP, você pode seguir nosso passo a passo sobre como atualizar faixas de CEP em uma tabela já cadastrada em sua conta.

b) Regras de cotação

  • Ao criar uma nova regra de cotação, lembre-se de ativá-la em seguida e definir qual prioridade melhor satisfaz a sua operação, pois por padrão as regras sempre serão criadas desativadas e aparecerão ao final da lista.

  • Confira o prazo de validade de suas regras, pois mesmo que a regra apareça como ativa, se você inserir uma validade a regra não será mais aplicada nas cotações quando o período de validade expirar. Então caso queira que a regra continue válida, atualize a validade ou deixe o campo "período de validade" em branco. Se você deixar este campo em branco, a regra permanecerá ativa até que você a desative manualmente na lista de regras.

  • Importante sempre revisar as regras criadas em sua conta, principalmente regras para exclusão de transportadora e frete grátis, para garantir que você não está excluindo todos os métodos da cotação ou aplicando frete grátis para pedidos que você não deseja. Se você tiver muitas regras criadas, utilize os filtros para revisar as regras de acordo com suas ações e condições. Também recomendamos que você exclua regras de cotação vencidas e/ou que não façam mais sentido à sua operação, para facilitar na gestão.

  • Mantenha pelo menos um centro de distribuição cadastrado em sua conta, para que ao realizar uma cotação de frete manualmente em sua conta, o CEP de origem que já vem preenchido não seja o CEP padrão da Intelipost.

  • Sempre manter as informações de peso e dimensões de seus produtos atualizadas em sua plataforma/ERP para que os valores no cálculo de frete sejam equivalentes ao produto original.

c) Modos de retorno da API

Verifique se as parametrizações do retorno dos métodos de envio estão de acordo com a sua operação. Caso você não conheça essa funcionalidade, confira nossos materiais de apoio sobre essa tela.

Regra de cotação

Modos de retorno da API

Afeta diretamente a cotação de frete, sendo possível através delas alterar o preço, o prazo retornado nas cotações, a disponibilidade dos métodos de envio, entre outras ações.

Afeta a exibição e ordenação das opções de frete diretamente no

e-commerce/plataforma integrada ao TMS, sendo possível através delas limitar quais opções de frete aparecerão para o consumidor final escolher, ajustar a ordem de exibição, renomear cada opção de frete, entre outras ações.

4.3. Performance da expedição de pedidos

Entre em contato com o seu gerente de conta e revise se o fluxo de disparo da pré lista de postagem, para cada método de envio integrado à sua conta, está de acordo com a sua operação. Separamos abaixo os principais pontos a serem revisados:

  • Em quais condições as PLPs serão disparadas: em qual status o pedido precisa estar para a PLP ser disparada, se o gatilho do disparo está configurado por horário de corte, por quantidade de pedidos/volumes, se há uma janela de horário em que o disparo de PLPs está ativo (disparar PLPs dentro da janela 8h - 18h, por exemplo, e se o disparo ocorrerá apenas em dias úteis ou também aos finais de semana), etc.

  • Para qual status o pedido deverá ir após o disparo da PLP ser efetuado com sucesso.

  • Qual o número máximo de dias que o pedido poderá ter, desde a sua data de criação, para que ele seja elegível para envio da PLP.

  • Se existe alguma transportadora ou método de envio que você gostaria de habilitar o despacho manual.

4.4. Métodos de envio

  • Confira se todos os métodos de envio utilizados em sua operação estão ativos.

  • Transportadora Correios: validar se o campo Serviço Correios está preenchido com o contrato correto e sempre mantê-lo atualizado, pois dessa forma os valores de frete sempre estarão sincronizados com os valores cobrados pelos Correios.

  • Se você tiver muitos métodos de envio integrados à sua conta que você não utiliza mais, recomendamos que você relacione esses métodos de envio e abra uma solicitação para excluir esses métodos de sua conta, a fim de facilitar a identificação e gestão e deixar em sua conta apenas o que você utiliza.

4.5. Performance do rastreamento de pedidos

a) Regras de eventos

São as regras relacionadas à atualização dos pedidos e demais pontos sobre o rastreamento das entregas. É através da criação de regras de eventos que você pode:

Se você tiver muitas regras vencidas ou desativadas, recomendamos que você as exclua de sua conta para facilitar na gestão. Valide também se você possui regras criadas para todos os cenários desejados. Para isso, você pode criar um pedido de teste, com o seu e-mail, e atualizar o pedido com os status de seu fluxo operacional comum e com os status relacionados à ocorrências nas entregas.

Por fim, também recomendamos que você valide se não há regras criadas que entrem em conflito entre si. Se houver mais de 1 regra com as mesmas condições e ações, todas as regras serão aplicadas, porém a regra com a maior prioridade prevalecerá.

b. Notificações para o consumidor final

O envio de notificações para os seus consumidores finais é feito através da criação de regras de eventos. Então acesse a tela regras de eventos em sua conta e verifique se há uma regra criada para cada notificação que você deseja enviar aos seus consumidores. Recomendamos que você tenha e-mails específicos para cada tipo de evento ou para cada modo de envio, caso tenham especificidades em cada método. Caso precise de ajuda, confira os nossos materiais de apoio sobre notificações.

  • Canal: as comunicações podem ocorrer via e-mail, SMS* e WhatsApp* (*sujeitos a cobrança adicional), então valide se as regras criadas para o envio de notificações estão com o canal correto. Caso você queira contratar o envio de notificações via SMS e/ou WhatsApp, entre em contato com o nosso time comercial ou com o seu gerente de conta.

  • Personalização: inclua e-mails com títulos atraentes, contendo o nome do consumidor e o número do pedido. Se você possui pesquisas de satisfação, você também poderá inserir o link ou botão da pesquisa na notificação que comunica o sucesso da entrega.

  • Relevância: garanta que você está enviando apenas uma notificação por status, pois mesmo se o transportador enviar o mesmo status mais de uma vez, o seu consumidor receberá apenas uma notificação, evitando o disparo excessivo e a queda de engajamento. Também valide se o canal escolhido para o envio de notificações é o mais apropriado para cada tipo de notificação, a fim de aumentar a taxa de sucesso da entrega.

  • Layout: revise se o texto, layout, imagens e conteúdo dos templates das notificações que você envia aos seus consumidores estão corretos e atualizados. Você pode abrir uma solicitação para o nosso time de Suporte e pedir que eles te enviem os templates ou você pode criar e atualizar um pedido de teste, com o seu e-mail, para validar como essas notificações estão sendo enviadas na prática.

  • Redirecionamento: insira links para a tela de rastreamento (tela onde está meu pedido) ou para seu próprio site, possibilitando mais autonomia aos seus consumidores para acompanhar o andamento da entrega.

c. Gestão de ocorrências

Valide se você possui regras para o disparo de notificação, em caso de ocorrências na entrega (como destinatário ausente ou endereço incorreto), tanto para os seus consumidores finais quanto para os seus times internos e valide também se os seus canais de atendimento e demais informações sobre a retentativa de entrega estão inseridos nestas notificações. Dessa forma você garante que o seu consumidor final possui todas as informações necessárias para contatá-lo e aumenta a taxa de sucesso da retentativa de entrega.

4.6. Gestão de acesso à sua conta

a) Configurações de segurança

Valide as configurações de segurança de sua conta para mantê-la segura, como histórico de senhas, número máximo de tentativas de login, tempo máximo de login, tempo de inatividade, tempo de expiração de senha, quantidade mínima de caracteres na senha e quais as regras que os usuários precisam seguir na criação de uma nova senha.

Fazer periodicamente uma auditoria nos grupos e usuários que possuem acesso à sua conta é fundamental para garantir que cada usuário possui acesso apenas ao que lhe diz respeito, evitando problemas em sua operação. Caso você queira saber mais sobre como fazer a gestão de acesso a sua conta, consulte também nossos materiais de apoio sobre o tema.

b) Grupos de acesso

É através da criação de grupos de acesso que você define quais serão as permissões que os usuários terão em sua conta.

  • Valide se todos os grupos de acesso criados em sua conta estão com as informações e permissões corretas.

  • Nomeie seus grupos de acesso de acordo com as permissões ou funções que aquele grupo exerce em sua conta, para facilitar e agilizar sua gestão.

  • Se você tiver muitos grupos de acesso sem usuários atrelados ou que você não utiliza mais, exclua-os de sua conta para facilitar na gestão.

c) Usuários

Verifique se a relação de pessoas que possuem acesso à sua conta está correta.

  • Exclua ou desative os usuários que não fazem mais parte da sua empresa ou que não utilizam o TMS em sua operação.

  • Usuários bloqueados: quando um usuário errar a senha de acesso mais do que as vezes configuradas no campo "número máximo de tentativas de login", ele será bloqueado e só poderá criar uma nova senha e acessar novamente a conta quando ele for desbloqueado.

  • Valide também se os usuários estão atrelados aos grupos corretos e se eles possuem acesso apenas aos centros de distribuição corretos, pois os usuários terão acesso a todos os pedidos e PLPs que tiverem origem nos centros de distribuição selecionados.

Encontrou sua resposta?