Pré-requisito(s): acesso ao Painel Intelipost (TMS).

Ferramenta(s): TMS (https://www.intelipost.com.br/).

Este artigo abrange os seguintes tópicos:

  1. Apresentação do módulo de Cotação de Frete da Intelipost

  2. Apresentação da tela cotação de frete

  3. Apresentação da tela lista de cotações

  4. Apresentação da tela regras de cotação

  5. Apresentação da tela modos de retorno da API

  6. Apresentação da tela grupos de produtos

  7. Apresentação da tela embalagens

  8. Apresentação da tela gestão de capacidade

1. Cotação de Frete

A cotação de frete irá estimar, para cada método de envio disponível, o custo do frete (em reais) e o prazo de entrega (em dias úteis) de acordo com as dimensões, o peso, a origem e o destino dos produtos cotados. As informações utilizadas para a realização uma cotação são extraídas da tabela de frete, que nada mais é do que as informações sobre o preço, a abrangência e o prazo do que foi acordado entre o transportador e o embarcador.

Cada transportadora envia uma tabela de frete no momento da integração com a nossa plataforma e o nosso time de Operações cadastra essa tabela no TMS do embarcador. Com exceção dos Correios, todas as transportadoras precisam nos enviar a tabela de frete para realizar cotações. Para consultar os nossos artigos relacionados à tabela de fretes, clique aqui para conferir a seção Tabela de Frete.

Toda a documentação referente às integrações com a Intelipost via API estão disponíveis no link https://docs.intelipost.com.br/. Essa documentação é pública e traz todas as orientações para realizar integrações e testes com a nossa plataforma (TMS).

Atualmente na Intelipost temos 2 tipos de cotação: cotação por produto e cotação por volume.

  • Cotação por Produto: nesta opção ocorre o agrupamento de todos os produtos escolhidos pelo consumidor final no momento da compra. Esta opção considera as dimensões de cada produto que foram passadas pelo próprio embarcador para gerar um volume otimizado e realizar o cálculo para todas as transportadoras disponíveis. Além disso, o cálculo por produto possui identificação por SKU e por categoria de produtos, possibilitando a criação de regras de negócios específicas para cada caso. Essa cotação utiliza um algoritmo específico e é indicada quando não se tem noção exata das dimensões finais do volume que será embarcado.

  • Cotação por Volume: nesta opção não há a utilização do algoritmo utilizado pela cotação por produto. Para esta opção é utilizada as informações dos volumes que o embarcador cadastra para calcular o frete de cada volumes separadamente, somando os fretes dos volumes no final.


2. Tela Cotação de Frete

Nessa tela é possível criar cotações diretamente pelo TMS. As abas por volume e por produto se diferenciam uma da outra apenas na seção para inserção das informações dos produtos a serem cotados. Já a aba simulação de cotação se diferencia das outras duas na possibilidade de escolher quais tabelas de frete devem ser consideradas na cotação, separadas por método de entrega, assim como ignorar as regras de cotação. Nessa aba, a cotação é feita por volume.

Todas as cotações realizadas nessas abas podem ser consultadas posteriormente na tela lista de cotações, sendo possível cotar novamente ou criar um pedido a partir de uma cotação existente. Ao realizar um cotação por qualquer uma dessas abas, ao final da tela irão aparecer as opções de envio disponíveis, como exemplificado na imagem abaixo:

mceclip6.png

Se você tiver habilitado a opção cotação detalhada no TMS, também será possível ver os detalhes da cotação. Porém essa opção consome muitos dados para armazenar os detalhes de todas as cotações e pode acarretar em lentidão para carregar essas informações, então atente-se a isso.

Para habilitar essa opção, acesse o caminho abaixo:
Menu > Configuração > Informações da empresa

mceclip8.png

Feito isso, ative o campo habilitar cotação detalhada. Explicaremos todos os detalhes da tela cotação detalhada mais adiante, na seção 2. Lista de Cotações.

mceclip7.png

Para acessar a tela cotação de frete, basta seguir o seguinte caminho:

Menu > Cotação > Cotação de frete

mceclip0.png

1.1 Cotação por Volume

Em cotação por volume é possível criar cotações baseadas no volume que os produtos ocuparão para serem entregues. Na cotação por volume, cada volume é uma caixa. Para realizar uma cotação nessa aba é necessário escolher se as tabelas de frete a serem utilizadas serão as tabelas vigentes ou as tabelas em rascunho. Tanto nessa aba quanto na aba por produto não é possível mesclar as tabelas vigentes e as tabelas em rascunho, assim como não é possível escolher apenas as tabelas (vigente ou em rascunho) de alguns métodos de entrega específicos. Na aba simulação de cotação já é possível fazer isso, como veremos mais adiante.

mceclip2.png

Na seção dados básicos, insira o CEP de origem (CEP do centro de distribuição), o CEP do destino (CEP do consumidor final) e escolha se a cotação é para entrega ou devolução de produtos (reversa).

A seção informações adicionais não é de preenchimento obrigatório para realizar uma cotação.

mceclip3.png

É na seção volumes que inserimos o peso e as dimensões que os produtos cotados ocupam e também é nessa seção onde inserimos o valor da nota fiscal. Embora o valor da nota fiscal não seja de preenchimento obrigatório, algumas transportadoras cobram um valor adicional a partir do valor da nota, então é importante preencher pois ele influencia no valor final do frete. Nessa seção também é possível deletar um volume já configurado e também é possível replicar esse volume, inserindo no campo numérico ao lado do botão replicar quantas cópias deste volume você deseja criar.

Terminado o preenchimento de todos os campos obrigatórios dessa aba, basta clicar em calcular e todos os métodos de envio disponíveis e não disponíveis irão aparecer no final da tela.

mceclip4.png
mceclip5.png

1.2 Cotação por Produtos

A aba por produto funciona do mesmo jeito que a aba por volume, onde apenas a seção para inserção das informações dos produtos cotados são diferentes. Aqui a cotação é feita por produto cotado e não pelo volume. Aqui é possível habilitar a opção produto agrupável para que os produtos sejam agrupados em uma mesma caixa. Nessa opção de cotação é necessário inserir o SKU do produto.

Aqui também é possível deletar ou criar cópias dos produtos.

mceclip9.png

1.3 Simulação de Cotação

Na aba simulação de cotação temos apenas duas diferenças em comparação com a aba por volume:

  1. A opção deseja ignorar regras de cotação serve para realizar uma cotação apenas com as regras definidas na tabela de frete, ignorando as regras de cotação criadas no próprio TMS;

  2. Métodos de entrega: nessa aba é possível realizar uma cotação utilizando apenas tabelas de frete específicas. Nesse campo você seleciona os métodos de entrega desejados e, para cada método, é possível selecionar quais tabelas você deseja utilizar nessa cotação (tanto tabelas vigentes quanto tabelas em rascunho).

mceclip11.png

A seção volumes funciona da mesma forma que na aba por volume.

mceclip12.png

3. Tela Lista de Cotações

Para acessar a tela cotação de frete, basta seguir o seguinte caminho:

Menu > Cotação > Lista de Cotações

mceclip0.png

Na tela lista de cotações, é possível listar todas as cotações feitas no ano vigente, utilizando os filtros abaixo. Mesmo que você vá utilizar os mesmos filtros que aparecem quando você abre essa tela, é necessário clicar em buscar para carregar as cotações. Nesta tela há um limite de 1000 cotações para visualização.

  • Todas: filtra todas as cotações feitas dentro do período de tempo selecionado.

  • CEP de Origem: filtra todas as cotações por CEP de origem (CEP do centro de distribuição) feitas dentro do período selecionado. Nessa opção é possível filtrar apenas por um CEP de cada vez

  • CEP de Destino: filtra todas as cotações por CEP de destino (CEP do consumidor final) feitas dentro do período selecionado. Nessa opção é possível filtrar apenas por um CEP de cada vez.

  • ID de Cotação: filtra a cotação através do seu ID. Cada cotação possui um ID exclusivo.

A lista de cotações possui os campos da imagem abaixo.

mceclip2.png

Os métodos de envio riscados são os métodos que foram excluídos da cotação por algum motivo (regras de cotação, não abrangência do CEP destino, etc). Se você clicar em alguma cotação dessa lista, você será redirecionado para a página com os detalhes da cotação.

  • CEP de origem: CEP do centro de distribuição;

  • CEP de destino: CEP do consumidor final;

  • Criada em: data e hora da criação da cotação;

  • Plataforma: plataforma de onde a cotação foi feita;

  • Volumes: informações do produto. Embora seja possível realizar uma cotação por volume ou por produto, no TMS sempre aparecerá como volume;

  • Criar pedido: aqui é possível criar um pedido com as informações desta cotação);

  • Cotar novamente: aqui é possível refazer a cotação utilizando o mesmo CEP de origem, CEP de destino e informações dos produtos.

Ainda na tela detalhes da cotação, ao final da página, temos as opções de envio. Para visualizar mais informações da cotação de um método de envio em específico, basta clicar em cotação detalhada, mas para ter acesso à cotação detalhada, é necessário ativar essa opção da tela informações da empresa. Para saber mais sobre a cotação detalha e como habilitá-la, acesse este artigo.


4. Tela Regras de Cotação

Nessa tela é possível criar regras que irão impactar diretamente na cotação de frete. Aqui é possível criar regras para excluir determinados métodos de entrega, alterar o preço do frete, aumentar o prazo de entrega entre outras ações.

Para acessar essa tela, siga o caminho abaixo:

Menu > Cotação > Regras de Cotação

mceclip5.png

Como essa tela possui muitas funcionalidades, criamos este artigo ensinando o que é uma regra de cotação e como criar uma. Também reunimos abaixo alguns exemplos práticos de regras de cotação que você pode criar em sua conta:


5. Tela Modos de Retorno da API

Para acessar essa tela, siga o caminho abaixo:

Menu > Cotação > Configuração > Modos de Retorno da API

mceclip6.png

Essa tela também funciona para criar regras de frete (aqui cada regra é chamada de método), mas aqui as regras criadas impactam diretamente nas opções de frete que aparecem no e-commerce/site/plataforma integrada com o TMS. Também é possível aplicar estes métodos para as cotações de entrega reversa!
Por exemplo, se você possui 150 métodos de envio disponíveis no TMS para um CEP específico, mas você quer diminuir as opções que aparecerão para o consumidor final escolher na hora da compra, é nessa tela, através de filtros/condições/ações que você criará uma regra para diminuir as opções de frete que aparecerão no e-commerce/site/plataforma.

Se você criar alguma regra em uma das abas desta tela, assim que clicarmos na tela modos de retorno da API a tela que aparecerá corresponderá à aba que você utilizou para criar a(s) regra(s). Se você não criar nenhuma regra nessa tela, a aba que aparecerá na tela inicial será a aba todos e, por padrão, os métodos de envio exibidos no e-commerce/site/plataforma estarão na ordem descrita nessa imagem.

Como essa tela possui muitas funcionalidades, criamos este artigo ensinando como funciona a tela modos de retorno da API. Também temos artigos explicando as funcionalidades de cada uma das abas desta tela:


6. Tela Grupos de Produtos

Para acessar essa tela, siga o caminho abaixo:

Menu > Cotação > Configuração > Grupos de Produtos

mceclip7.png

Nessa tela é possível criar grupos de produtos para utilização na criação de regras de cotação ou de caixas (também denominadas de embalagens).
É possível criar grupos contendo apenas um SKU (apenas um tipo de produto) ou contendo mais de um SKU.

mceclip8.png

Nessa tela é possível criar, editar ou deletar grupos de produtos. Também é possível pesquisar os grupos de produtos que contenham um SKU específico através do campo pesquisa por SKU. Para adicionar um novo grupo de produtos, clique em adicionar grupo de produtos.

mceclip9.png

Você pode inserir até 5000 SKUs por grupo de produtos. O TMS entende que cada linha de uma mesma coluna de uma tabela em excel é um SKU diferente, então você pode copiar toda uma coluna de SKU e colar aqui. Para criar caixas ou regras de cotação por grupo de produtos, você deve escolher o grupo desejado pelo nome que ele tem, então insira um nome que facilite na identificação de cada grupo de produto. Ao terminar, não se esqueça de clicar em salvar.

mceclip10.png

Não é possível apagar um grupo de produtos que esteja sendo utilizado em alguma regra de cotação, apenas editá-lo. Se você deseja apagar um grupo que está sendo utilizado por uma regra de cotação, você precisa editar ou excluir a regra de cotação antes de excluir o grupo de produtos.


7. Tela Embalagens

Para acessar essa tela, siga o caminho abaixo:

Menu > Cotação > Configuração > Embalagens

mceclip11.png

Hoje na Intelipost as cotações são feitas por produto ou por volume, utilizando uma cubagem calculada a partir do peso e das dimensões de cada produto. Utilizando essa tela é possível fazer as cotações por caixas ao invés de utilizar as dimensões e peso dos produtos. Essa funcionalidade está passando por melhorias! Quando as alterações forem finalizadas, atualizaremos este artigo e divulgaremos o manual de utilização da tela.


8. Tela Gestão de Capacidade

Para acessar essa tela, siga o caminho abaixo:

Menu > Cotação > Configuração > Gestão de Capacidade

mceclip12.png

A tela gestão de capacidade tem como finalidade criar e controlar janelas de disponibilidade tanto para a retirada de pedidos nos centros de distribuição como para a entrega dos pedidos. Dessa forma, você pode configurar e disponibilizar as janelas de disponibilidade com os dias, horários e os preços do frete, podendo configurar um valor de frete para cada horário se quiser.
Sendo assim, quando o consumidor final concluir as suas compras no e-commerce, ele poderá escolher quando a entrega dele será feita clicando em uma das opções de horários que aparecerão para ele direto no e-commerce.

Criamos este artigo ensinando qual a finalidade da tela gestão de capacidade e como utilizá-la, além de dar alguns exemplos práticos de como criar esquemas e janelas de disponibilidade.

Encontrou sua resposta?